Foram os dez homens que representaram a 7ª Região Tradicionalista – Posto Rochemback que venceu o Laço Seleção do IX Rodeio Internacional de Soledade. A prova foi disputada na noite de sexta-feira, 19/2, e reuniu 40 seleções, que representaram os diferentes municípios e entidades presentes no evento.

Nesta modalidade, foram distribuídos R$ 5.100,00 em prêmios, sendo que o primeiro lugar recebeu R$ 2 mil. Cada um dos 10 integrantes da seleção tinha duas armadas e os campeões do Laço Seleção acertaram as 20 armadas.

As provas campeiras do IX Rodeio Internacional de Soledade têm continuidade nestes dois últimos dias do evento. As classificatórias do Laço Equipe (5 homens) e do Laço Dupla Nacional acontecem neste sábado (20), com a final acontecendo neste domingo, 21/2. Até o momento, já tem registrada a inscrição de 116 equipes e 398 duplas.

O IX Rodeio Internacional de Soledade acontece até domingo, 21 de fevereiro de 2016, no Parque de Eventos Centenário Rui Ortiz. A programação inclui provas artísticas e campeiras, com mais de R$ 60 mil em prêmios, além de shows e bailes.

Resultado final:
1º lugar – Seleção da 7ª Região Tradicionalista – Posto Rochemback
Rodrigo Moreto, Gustavo Rivarola, Pablo Frozza, Caetano Machado, Saimon Cavali, Tobias de Lima, Tiago Soares, Jeferson Lopes, Ruda dos Passos e André Machado

2º lugar – Seleção de Soledade
Patrick Morais, Guilherme Batu, Dunga Góes, Douglas Zeni, Rafael Wedy, Junior Sartori, Valério, Junior Beneduzzi, Jeferson Brum e Paulo Becker

3º lugar – Seleção de Pirapora/SP
Rafael Borges, Lucas Rafael, Everaldo Queiroz, Rodrigo Jacob, Christofer Amaral, Robson Borges, Matias Hartmann, Cauê Hartmann, Felipe Hartmann e Diego Flores

4º lugar – Seleção de Campos Borges
Paulo Becker, Eduardo Oliveira, Eder Trindade, Mauricio Portela, Enio Camargo, Gabriel Barcelos, Alexandre Dreier, Vilson Teles, Mateus Comin, Paulo Artur de Medeiros

5º lugar – Seleção do Paraná – Tio Marquinhos
Euclides Ribeiro, Marcão Ribeiro, Izau Silva, João Vitor Morais, Bruno Colombo, Dante Morais, Bruno Pereira, Paiacã, Artidor Soares e Jean Padilha