Basta andar pelos acampamentos do Rodeio Internacional de Soledade para perceber que o gosto pela cultura do Rio Grande do Sul não se restringe somente aos gaúchos. Começa pelos Estados mais próximos, como é o caso do Paraná, passa por Mato Grosso e São Paulo, alcançando o Planalto Central.

Nesta nona edição do evento, veio competidores das mais variadas cidades e muitos deles chegaram a viajar mais de dois dias para estar em solo soledadense. Um destes casos é o grupo de sete laçadores de Chapada Gaúcha, que é um município mineiro de 16 mil habitantes. Com eles vieram alguns familiares, que viajaram 2.400 quilômetros para representar o CTG Chama Crioula e o MTG do Planalto Central.

De acordo com Eder Silveira, é a primeira vez que participaram do Rodeio Internacional. “Estamos no Rio Grande do Sul há 15 dias e ficamos hospedados em Campos Borges, na residência de Olivan Antonio de Bortoli. Viemos a Soledade por indicação dele e aqui estamos representando o Piquete Estampa Crioula, de Campos Borges”, afirmou.

Eder é diretor campeiro do Movimento Tradicionalista Gaúcho do Planalto Central, que abrange entidades do Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Oeste da Bahia e parte do Piauí.

Grupo veio da cidade de Salto de Pirapora, interior de São Paulo

Grupo veio da cidade de Salto de Pirapora, interior de São Paulo

Quem também veio de longe foi Neto Pagliato, Julierme Correa, Ricardo Correa, Lucas Rafael e Everaldo Queiroz. Também pela primeira vez no Rodeio de Soledade, os cinco laçadores são de Salto de Pirapora, cidade paulista que fica a 16Km de Sorocaba e a 100Km de São Paulo.

Eles relatam que participam de rodeios durante todo o ano e tem o laço comprido como hobby. “Aqui no Rio Grande do Sul, já estivemos em Relvado e na Vacaria, mas costumamos participar de eventos em Santa Catarina, por ser mais perto de São Paulo”, salientam.

Pela segunda vez os laçadores vieram de Dois Vizinho, no Paraná, para participar do rodeio

Pela segunda vez os laçadores vieram de Dois Vizinho, no Paraná, para participar do rodeio

O município de Dois Vizinhos, no Paraná, igualmente está representado no IX Rodeio Internacional de Soledade. Pela segunda vez no evento, os laçadores Fábio, Amauri, Mato Grosso, Camilo e o Padre André demonstram sua habilidade no tiro de laço, e de acordo com eles, ao longo do ano sempre que podem estão participando de rodeios.

O IX Rodeio Internacional de Soledade acontece até domingo, 21 de fevereiro de 2016, no Parque de Eventos Centenário Rui Ortiz. A programação inclui provas artísticas e campeiras, com mais de R$ 60 mil em prêmios, além de shows e bailes.